Membro engalanado desta mocidade, já chamei o elevador para subirmos pro alto do astral, este arranha-céu com vista panorâmica para as maneirísses que se trajam de vida após o solstício, neste primeiro turno de campeonato estadual nomeado janeiro.

Enquanto subimos lhe cortejo com o meu sempre humilde obséquio em forma de convite para a ciranda de título Dicaju 38 - Rolêzinho. 

Nele, lhe ofereço 16 aglomerações de gente finísses joviais musicais temperadas com farofa, jambu e vinagrete, pra gente despachar pra longe qualquer jurisdição de quórum, preceito e vibração negativa.

É pra chegar no topo e firmar a ostentação desse presságio de ano bom que alugou o seu sorriso sem nem precisar de fiador.

Venha cá, venha que lhe garanto que é muitcho legalzinho levar as namorada nesse rolêzinho:

1 - Candeia - Axé

2 - Maria Bethânia - Yaya Massemba // 3:07

3 - Os Tincoãs - Anita // 7:15

        4 - Os Incríveis - Uma Rosa Pra Dita // 9:06

        5 - Banda Idade Média - SWAT Samba // 11:26

        6 - Os Devaneios - To C’a Cachorra // 15:04

        7 - Felipe Cordeiro - Problema Seu // 17:36

        8 - Marinês - Sem Vergonheira // 21:43

        9 - Dona Onete - Jamburana // 24:41

        10 - Beto Barbosa - Beijinho na Boca // 29:02

        11 - João Nogueira - Mineira // 32:26

        12 - GRES Imperatriz Leopoldinense - Barra de Ouro, Barra do Rio, Barra da Saia (1971, Interpretação: Niltinho Tristeza) // 35:02

        13 - Leci Brandão - Santas Almas Benditas // 39:02

        14 - Maria Alcina - Fio Maravilha // 42:12

        15 - Trio Ternura - Razão de Ser // 46:34

        16 - Força do Rap - Melô da Traição // 49:30

        Este Dicaju teve colaboração de Luiz Hygino e Bruna Beber.

        BAIXE AQUI

        Forte abs, Amizades.